• Home
  • /
  • Cânticos Marianos

Cânticos Marianos

(Música: Luis Iruarrízaga CMF.
Letra: Jacinto Simón CMF.)

Glória a ti, Coração de Maria,
trono excelso de graça e perdão.
Salve, ó Virgem e Mãe adorada,
salve, salve, sem par Coração.

Pois te elevas, ó Mãe em teu sólio
circundada de régio esplendor.
Entusiastas teus filhos queridos,
cantam hinos de glória e louvor. (bis)

(Harmonização de R. Balderrain.
Em Melodias Cordimarianas, nº 14)

Glória a ti Coração de Maria
Da divina Trindade o esplendor
És a luz que na terra nos guia,
Maravilha da graça e amor.

(Letra e música do Luis Iruarrízaga, CMF.
Em Melodias Marianas, nº 40)

Ó Virgem santíssima,
Ó Mãe do Redentor,
Consagro, oferto agora
o meu sincero amor.

1. Nos céus ó Maria
entre os anjos e santos
tu logras encantos
de eterna harmonia

2. E nós à porfia
num hino sonoro
cantemos em coro
com grande alegria.

(Letra e música do Luiz Iruarrízaga,CMF.
Em Melodias Marianas, nº 43)

Da luz do sol vestida
de estrelas coroada
tu foste proclamada
o lírio do Senhor.

1. Tu és das almas puras
a Mãe, a protetora:
conserva em mim, Senhora
virente, a casta flor

2. De tua luz os raios
os anjos iluminam
a terra e o céu se inclinam
perante o teu fulgor.

(Letra e música do Luiz Iruarrízaga CMF.
Em Melodias Marianas nº 55)

1. Ó Mãe de ternura / o teu puro amor,
É nossa ventura, alívio na dor!

2. Ó Virgem formosa, Tu sempre serás,
A mãe carinhosa, que me salvarás.

3. Junto ao teu regaço eu expirarei,
Em tu doce braço, feliz morrerei.

(Letra e Música: Luís Iruarrízaga CMF.
Em Melodias Cordimarianas, n° 35)

Virgem pura, Rainha das flores, santa Mãe de Jesus Redentor,
o meu canto é expressão de amores, o teu nome é fonte de amor!

Sou teu filho, ó Virgem Maria, teu cantor quero ser eu também
na tristeza, na dor, na alegria, sempre, sempre serás minha Mãe,
pois ó Mãe e Rainha querida, da minha alma sagrada emoção
neste canto te mando a vida, sou o filho de teu Coração.

Virgem Mãe, Virgem Mãe tão amada, no meu pranto serás alva e luz
e na hora da morte, invocada, mostra-me no teu braço a Jesus!

(Letra e Música: José Antônio Cañivano CMF.
Em Melodias Cordimarianas, nº 1)

Teus filhos, Maria,
celebram as glórias,
cantando as vitórias
do teu Coração (Bis)

1. É lírio entre espinhos o teu Coração,
das almas que sofrem, é doce mansão.
As chamas que envolvem imenso vulcão,
a todos prometem amor e proteção.

2. Ó Virgem, quão belo é teu Coração,
delícia dos anjos na eterna Sião.
Queremos na vida seguir teu pendão,
morrer suspirando por teu coração.

(Harmonização de José Antônio Cañivano CMF.
Em Melodias Cordimarianas, nº 5)

1. Teu Coração, Maria, é fonte de ternura
Que ao pobre peregrino a dor vem minorar,
Teu coração, Maria, é luz brilhante e pura
Que as trevas ilumina do nosso caminhar.

Seja, Maria, teu Coração,
De todo o mundo a salvação! (bis)

2. Teu Coração, Maria, é o íris da aliança
Que em branda calmaria nos muda a tempestade.
Seja também um dia na bem-aventurança
O enlevo e a alegria da nossa eternidade.

Seja Maria…

(Harmonização de José Antônio Cañivano, CMF.
Em Melodias Cordimarianas, nº 28)

1. Olhai benigna, Virgem Maria
O vosso povo que em Vós confia
Qual feliz porto de salvação
Guardai-nos sempre em vosso Coração.

2. No mar da vida, vós sois a estrela
Que ao céu nos guia entre a procela.
Na atroz tormenta da tentação,
Guardai-nos sempre em vosso Coração

(Melodia popular e harmonizada por Mas y Serracant.
Em Melodias Marianas, nº 44)

Ó Maria, ó Mãe pia, salvadora do mortal,
Amparai-me e guiai-me para a pátria celestial.

Com os anjos de Maria
as grandezas celebrai,
inundados de alegria
seus louvores publicai.

Quem por ti fervente chama
até na guerra acha paz
pois, teu nome luz derrama
gozo e bálsamo eficaz.

(Letra e Música de N. Práglia.
Em Melodias Marianas, nº 48)

1. Ó doce nome, Maria, Maria!
Nossa esperança, nossa alegria!
Nos lábios sempre até morrer
teu doce nome hei de trazer (bis)

2. Vinde Maria, ó Mãe, consolar-nos,
com vossas chamas, vinde abrasar-nos.
Sois a esperança, sois nosso amor,
sois nossa guia para o Senhor. (bis)

3. Nosso conforto sois Vós, Virgem pura,
Nosso alívio em toda amargura.
Vossos na vida queremos ser,
no céu convosco sempre viver. (bis)

(Letra e Música de ngelo Martim CMF.
Em Melodias Marianas, nº 53)

1. Brasil de Maria é reino e nação,
Brasil seja o trono do seu Coração.

Cantai, brasileiros, cantai com fervor:
Que reine, Maria, o teu Coração! (bis)

2. Aos filhos que se entregam com amor à Mãe de Deus
Maria os guarda todos em seu Coração.

3. Nas lutas da vida, no rude fragor
O jovem A invoca, lhe dá a salvação.

1. Virgem Mãe, Coração de Maria,
que ao Senhor foste inteira adesão,
dá-nos viver em total sintonia
com teu materno Coração.

És, ó Mãe cheia de graça, serva pobre e disponível,
a Bendita do Senhor, silêncio que acolheu, do Pai o Verbo, a voz.
Que o teu “Assim se faça”, encarnando o impossível,
nos abra ao amor, e a terra traga o céu:
Maria, roga a Deus por nós!

2. Abraçando do Pai a vontade,
bem mais perto ficaste do irmão.
Dá-nos viver tua fidelidade,
que gera ao mundo a salvação.

3. Comungando o ideal de teu Filho,
consagraste-lhe a vida, o ser.
Também queremos, serás nosso auxílio,
com Ele nos comprometer.

(Música e Letra: Eduardo Huerta CMF)

1. Maria de Fusimanha/ Que sabe o meu segredo/ Me esperas lá na colina/ Lá bem pertinho do céu/ Tomando-me missionário/ E testemunha de Deus.

Fusimanha não é lugar
é viver junto de Maria
é subir lá na montanha
e escutar o Deus que envia.
Por caminhos não sonhados
espalhando os grãos dourados.

2. Maria de Fusimanha
A do Coração Ferido
Se o mundo a Deus desconhece
Eu já o tenho conhecido
Envia-me com tua mão
Para ser luz e caminho.

3. Maria de Fusimanha
A do rosto sorridente
Que mais podes desejar
Se em ti Deus se fez presente?
Ele veio para os homens
Anunciá-lo vou contente.

4. Maria de Fusimanha
A do Coração Materno
Meus passos, minhas palavras
Serão ajuda e alento
E volto à Sallent que é o mundo
Que é tarde. Vai escurecendo!

Maria, ó Mãe cheia de graça,
Maria, protege os filhos teus.
Maria, Maria,
nós queremos contigo estar no céu!

1. Aqui servimos a Igreja do teu Filho,
sob o teu Imaculado Coração.
Dá-nos a bênção, e nós faremos
da nossa vida uma constante oblação.

2. A nossa vida é feita de esperança.
Paz e flores nós queremos semear.
Felicidade somente alcança
quem cada dia se dispõe a caminhar.

3. Ah! Quem me dera poder estar agora
festejando lá no céu nosso Senhor.
Mas sei que chega a minha hora
e, então, feliz, eu cantarei o seu louvor.

(Letra e Música: ngelo Martim CMF.
Em Melodias Cordimarianas, nº 4)

A ti venho ofertar, Senhora, o meu amor,
e assim te consagrar da minha vida a flor.
Anseio em ti viver, a ti somente amar,
e em teus braços maternos morrer e descansar.

1. Teu Coração é Virgem, refúgio celestial.
Abri-o, pois, benigna ao mísero mortal.

2. Tu és dos nossos passos a bússola e a luz,
a estrela fulgurante que ao porto nos conduz.

1. Antônio Missionário pequeno e grande
não leva dinheiro mas sabe o que quer.
Sente no peito um trepidar de amor que ferve e borbulha.
Ele vai salvar por seu Deus e sua Mãe do céu – E eu canto com ele…

Minha Mãe, eis aqui o teu filho,
Minha Mãe, minha Mãe (bis)

2. Antônio missionário pequeno e grande
não leva saudades, pois sabe que o Reino é muito maior
que seu pai e sua mãe e ele segue em frente
por seu Deus e sua Mãe do céu – E eu canto com ele…

3. Antônio Missionário pequeno e grande
não leva paixões, pois sua doação é integral
por seu Deus e sua Mãe do Céu – E eu canto com ele…

Imaculada Maria de Deus,
Coração pobre, acolhendo Jesus!
Imaculada Maria do povo,
Mãe dos aflitos que estão junto à cruz!

1. Um coração que era Sim para a vida,
um coração que era Sim para o irmão,
um coração que era Sim para Deus,
Reino de Deus renovando este chão!

2. Olhos abertos pra sede do povo,
passo bem firme que o medo desterra,
mãos estendidas que os tronos renegam.
Reino de Deus que renova esta terra!

3. Faça-se, ó Pia, vossa plena vontade:
que os nossos passos se tornem memória
do Amor fiel que Maria gerou:
Reino de Deus atuando na história!

Ó minha Senhora e também minha mãe, eu me ofereço, inteiramente todo a vós.
E em prova de minha devoção, eu hoje vos dou meu coração.
Consagro a vós meus olhos, meus ouvidos, minha boca.
Tudo o que sou, desejo que a vós pertença.
Incomparável mãe, guardai-me, defendei-me, como coisa e propriedade vossa. Amém. (bis)

Agradeço-vos, ó Mãe, a vocação recebida,
concedei-me a graça de ser a ela fiel, toda minha vida.

(Melodia do Lourenço Alaber, CMF. Em Melodias Cordimarianas, nº 25)

Seja Maria teu Coração
De todo o mundo a salvação. (Bis)

Doce Coração de Maria,
Sede a nossa salvação (bis).

Quando a corporal doença
Nos causar grave aflição:

Quando nossos inimigos
Nos moverem tentação:

Quando a dúvida maligna
Nos turbar o coração:

Quando o medo nos impede
Fazer boa confissão:

Quando, na medonha morte,
Vos pedirmos proteção:

Ao chegarmos ao juízo,
Temendo a condenação: